Receba nossas atualizações por e-mail:

4 Perguntas e Respostas sobre Background Check para franquias

Por Francisco Fernandes




Estratégia é essencial para evitar lavagem de dinheiro e parcerias que podem prejudicar os negócios da empresa


A checagem de antecedentes, conhecida também como background check, é uma ferramenta importante para empresas na tomada de decisões, seja para selecionar um franqueado ou oficializar uma parceria.


O propósito dessa verificação é prevenir crimes financeiros e manter transparente a reputação do negócio. No setor do franchising não é diferente, essa estratégia é importante para dar os primeiros passos em direção a um novo negócio de sucesso.


Abaixo, o Head de Background Check da IAUDIT Tecnologia - empresa focada em desenvolver tecnologias para as áreas de gestão de riscos, compliance e auditoria-, Francisco Fernandes, responde quatro perguntas sobre a utilização do Background Check em franquias. Confira:

1. Como a falta da checagem de antecedentes poderia impactar negativamente no negócio como um todo?

R: A falta dessa ferramenta pode impactar negativamente tanto para a imagem da empresa, quanto para os cofres. Ao permitir que uma pessoa abra uma unidade da franquia, a imagem da empresa fica diretamente atrelada à pessoa.

Em outros casos, a falta do Background Check pode fazer com que pessoas que já possuem histórico de falência, lavagem de dinheiro, entre outros, abra uma unidade e acabe impactando negativamente os negócios da rede.


2. Quais as vantagens de ter o Background Check em empresas que estão em expansão por meio de franquias?

R: Essa estratégia auxilia na expansão de franquias realizando uma checagem de antecedentes e informações profundas, de modo que a franqueadora possa tomar a decisão de aceite ou não com base em dados e informações confiáveis.

Um exemplo que já tivemos foi um caso de uma pessoa que gostaria de abrir uma unidade de uma franquia e, ao analisar, vimos que havia uma grande probabilidade de ser lavagem de dinheiro, visto que os bens que a pessoa continha no seu nome não eram condizentes com outras informações apresentadas pela mesma.


3. Quais são os tipos de Background Check e a diferença entre eles?

R: O Background Check é dividido entre massificado e personalizado. O primeiro é voltado para empresas que possuem um grande número diário de checagens, visam principalmente o aceite ou não em plataformas e precisam de um resultado mais rápido.

Já o segundo, é realizado para empresas que não possuem volume diário e que podem ter mais tempo de espera para receber os seus dossiês. Nele, os clientes recebem um dossiê detalhado sobre o target e tomam a decisão a partir deste conteúdo.

A alternativa ideal para as franquias é o personalizado, pois uma análise detalhada é feita para que a empresa possa decidir aceitar aquele franqueado ou não. Além disso, é importante ressaltar que a empresa sempre pede autorização para o possível franqueado para realizar o Background Check.


4. Existem maneiras para uma pessoa, que não seja selecionada como franqueada, possa recorrer referente a resposta negativa da empresa sobre a franquia motivada por um Background Check?

R: O artigo nº 20 da Lei Geral de Proteção de Dados diz que “o titular dos dados tem direito a solicitar a revisão de decisões tomadas unicamente com base em tratamento automatizado de dados pessoais que afetem seus interesses, incluídas as decisões destinadas a definir o seu perfil pessoal, profissional, de consumo e de crédito ou os aspectos de sua personalidade.”


Deste modo, o Portal de Apelação auxilia com que pessoas tenham acesso às decisões e possam, inclusive, apelar ao resultado de uma decisão tomada. Tal processo é feito de forma personalizada com o contratante, que escolhe os melhores parâmetros para isso. A IAUDIT Tecnologia, por exemplo, é pioneira na tecnologia que nomeamos como portal de apelação.


Francisco Fernandes é Head de Background Check na IAUDIT Tecnologia

Divulgação

23 visualizações0 comentário