Receba nossas atualizações por e-mail:

Dono de sete franquias vai inaugurar mais 15 unidades em 2021


Formado protético, Paulo Turato tem apenas 35 anos e empreende desde 2015


Já são sete franquias sob sua gestão, todas da Oral Unic, rede de clínicas odontológicas premium. Atualmente, Paulo Turato, 35 anos, administra as unidades de Chapecó e Lages (SC), Porto Alegre, Canoas e Gravataí (RS), Petrópolis (RJ) e Pato Branco (PR). Pensa que ele parou por aí? Vai abrir mais 15 até o fim de 2021 e outras quatro em 2022.


“Meu maior desafio vai ser em 2021”, diz. “O que eu abri em três anos vou abrir o dobro em um só ano.”

Olhando assim, pode até parecer que Paulo veio de uma família privilegiada, com dinheiro de sobra para investir em novos negócios. Não é bem assim.



Da esq para direita: Karina Saboia, Nadim Farid, Paulo Turato, Vanessa Dall Agnol e Cledir Pires, na inauguração da primeira unidade de Paulo como sócio investidor, Oral Unic Chapecó - foto Divulgação


Formado protético, que é o profissional técnico em prótese dentária, ele começou a trabalhar na função logo após o curso, em 2015, como funcionário em uma clínica odontológica de Chapecó, no interior de Santa Catarina. Em busca de um salário melhor, mudou-se para Concórdia, outra cidade catarinense, para atuar na mesma função.


Lá, começou a perceber que a clínica onde ele trabalhava tinha problemas de gestão. Paulo passou, então, a dar algumas dicas para melhorar o desempenho da empresa. O resultado veio. “Foi assim que comecei a participar da parte administrativa”, conta.


Com esse perfil mais administrativo, foi convidado por um conhecido a abrir uma clínica odontológica popular em Capinzal, também em Santa Catarina. Ele topou, mas não tinha dinheiro para o investimento inicial. Para resolver o impasse, pegou um empréstimo consignado com a aposentadoria da mãe e parcelou o valor em cinco anos. “Paguei a última parcela em 2019, pois não podia antecipar pagamento”, diz.


Já dono do próprio negócio, conheceu a Oral Unic, que tem um modelo premium de atendimento. Viu ali uma grande oportunidade de aumentar seus ganhos financeiros. Mas, de novo, faltava dinheiro para o investimento inicial na franquia – algo em torno de R$ 700 mil.


Ele, assim como o sócio, pegou um empréstimo para abraçar a oportunidade, e Paulo deu como garantia ao banco a casa de seus pais. Inaugurou, dessa forma, a Oral Unic Chapecó em 2017. O empreendimento foi um sucesso já no primeiro mês.


“A estimativa da franqueadora era que a gente faturasse R$ 250 mil nos primeiros meses. Faturamos R$ 279 mil somente no primeiro mês, valor que foi aumentando”, conta o empreendedor.

Dois meses depois, com a primeira Oral Unic já indo bem, Paulo decidiu abrir mais uma unidade. Entre levantar o capital e fazer a reforma se passaram alguns meses e em janeiro de 2018 ele inaugurou a Oral Unic Lages, em Santa Catarina. Depois disso veio uma sequência de inaugurações: Canoas (RS) em 2018, Gravataí e Porto Alegre (RS) em 2019, Pato Branco (PR) no mesmo ano e Petrópolis (RJ) em 2020.


“A clínica que não dá certo é por problema interno, porque o modelo de negócio é tão bem desenhado que é para funcionar”, explica. “O mais importante é a gestão dos sócios estar alinhada.”

O atendimento ao paciente ganha especial atenção na Oral Unic. “O atendimento faz a diferença”, diz Paulo. “Você tratando bem e entregando qualidade, o financeiro é consequência, porque aí vai ter muito retorno. Mais de 70% das pessoas que vão nas nossas unidades são por indicação.”

SOBRE A ORAL UNIC

Rede de franquias de clínicas odontológicas premium fundada em 2016 pelo dentista Nadim Farid Nicolau Neto. Em 2019, a rede premium encerrou o ano com aproximadamente 60 unidades e faturamento superior a R$ 200 milhões.

http://oralunic.com.br

www.instagram.com/oralunic