Receba nossas atualizações por e-mail:

Ele fez em 1 ano o que levaria 10: faturou R$1,5 milhão e a marca de 100 mil veículos lavados.


Busca por higienização de veículos devido à pandemia de Covid-19 aumentou o movimento na WOW e fez o empreendimento ultrapassar R$1,5 milhão em faturamento


O empresário Felipe Boell tinha o objetivo de fazer sucesso quando criou a WOW - Carro Limpo de 3 minutos - franquia de lava car. Mas, ele não imaginava que seria tão rápido!


Em pouco mais de um ano e com apenas uma máquina de car wash, o curitibano faturou R$1,5 milhão, atingindo a marca de mais de 100 mil veículos lavados. Em um lava car normal, seriam necessários mais de 10 anos para atingir este número!


E foi justamente na pandemia, que Felipe Boell viu o movimento triplicar na unidade lançada.


"Com a necessidade constante de higienização dos veículos em ocasião da disseminação do coronavírus, aumentamos significativamente nosso faturamento. Então decidimos lançar mais três unidades, que já estão a todo o vapor. As quatro unidades lavam em média 12 mil carros por mês", conta.

Ideia da franquia

Tudo começou quando Felipe assumiu a administração do posto de combustíveis da família. Ele estava estudando formas de aumentar a lucratividade do negócio quando pensou no lava car.


"Estava acostumado a locar o espaço para a lavagem de carros a outras pessoas. Nem pensava que este seria o pulo do gato em nossos negócios", contou.

A ideia surgiu em uma viagem à Europa que já evolui para um estudo mais completo de máquinas disponíveis e de como era a dinâmica de lavagens em outros países.


"Foi quando me deparei com máquinas de car wash italianas supermodernas, de alta performance que não riscam e são ecologicamente corretas, pois utilizam pouca água, ou seja, cinco vezes menos se comparado a uma lavagem convencional. Não pensei duas vezes e trouxe uma para o Brasil".

O investimento inicial foi de R$400 mil em uma máquina com jatos de alta pressão, que eliminam desde a sujeira leve até a mais pesada, em todos os cantos e até o chassi do veículo.


Atendimento diferenciado

Além disso, Felipe criou um sistema automatizado para o atendimento, que facilita o ponto de venda do serviço, não tendo o cliente que necessariamente descer do carro para comprar a lavagem.


"Em época de coronavírus, isso está sendo fundamental para o negócio. Os clientes não precisam descer do carro, evitando o contágio pelo vírus&