Receba nossas atualizações por e-mail:

O que podemos esperar do mercado de franquias pós-pandemia?


Por  Marcus Alonso.



Não é novidade que as franquias sempre estiveram entre os melhores investimentos para os empreendedores. Você pode atuar com uma marca consolidada, que possui histórico, imagem e organização altamente estruturados. Contudo, épocas de crise como essa trazem incertezas.


Hoje a pergunta sobre franchising é o que podemos esperar do mercado de franquias pós-pandemia do coronavírus. Vamos falar sobre isso.


Mercado de franquias pós-pandemias

Antes de surgir a doença Covid-19, o mercado de franquias se encontrava em expansão. Muitos estavam em busca de franqueadoras. Hoje, há quem recue e tente esperar a crise passar e há quem está em busca de novas informações. Então é preciso saber que, geralmente, diante de crises o mercado de franquias se sai bem.


A razão é muito simples. Com a crise, as empresas desaceleram, e muitos executivos experientes ficam sem emprego. Ao invés de criarem um negócio próprio, eles procuram franquias. Afinal, é mais simples, pois não é preciso lidar com consolidação de marca em negócio novo e incerto. É mais fácil pegar uma marca já estruturada.


Outro ponto importante é que em situações assim muitos franqueados desistem e desejam repassar a franquia. A transição pode ser uma excelente oportunidade de investir em um negócio já maduro. Em situações assim vale a pena avaliar os acordos feitos pelo franqueado, entender o que é preciso pagar para assumir o negócio. Muitas vezes trata-se de uma excelente maneira de começar operando em alta.


A crise irá ensinar muita coisa para o mercado. Entre elas a importância de se ter um negócio estruturado nos meios digitais. Franquias que envolvem o posicionamento na web e têm as redes sociais como ferramenta podem ser excelentes oportunidades. Nunca tivemos tantas pessoas conectadas e querendo comercializar pela internet, fato que causou o aumento do e-commerce.


Além disso, negócios como mediação, renegociação de dívidas, avaliação de contratos, contabilidade, entre outros que envolvem acordos, também são excelentes. A pandemia evidenciou a importância desses negócios para o mercado. Em situações críticas elas permanecem de pé trabalhando para solucionar os problemas de terceiros.


O que fazer no momento?

O principal conselho é, sem dúvidas, não agir precipitadamente. Por mais que tenhamos um histórico bom, não é recomendado apostar na primeira oportunidade. Tudo deve ser feito minuciosamente, com análises precisas dos números. Conheça o setor onde está entrando, avalie o negócio, as projeções e o futuro desse mercado.


Evidentemente, há setores que valem a pena investir mesmo em crise. Podemos citar os de telecomunicações, videoconferências, tecnologia, aluguel de notebooks e até saúde. Estude o valor do investimento, as taxas que a franquia cobra, o prazo de retorno estimado e o tempo que você levará para estar consolidado. Se você entender que se trata de uma oportunidade de ouro, vá em frente.


E se você já estava com o objetivo de investir em franquias, avalie o novo cenário e as mudanças trazidas pela crise. A pandemia transformou o mercado, fechou portas para algumas empresas e abriu para outras.


Nossa dica final é procurar auxílio de profissionais capacitados e experientes em encontrar oportunidades para lucrar em um mercado incerto.


Marcus Alonso é especialista em formatação e expansão de franquias, e sócio diretor da consultoria We Franchise




24 visualizações

Central da Franquia

Endereço:  Rua José Licínio Lopes, 53, Estreito, Florianópolis, SC.

CEP 88070-780 / CNPJ: 34.480.641/0001-02.

(48) 9 9191 8765

Os planos adquiridos em nossa loja são habilitados em até 5 dias úteis.

© 2019-2020 Central da Franquia.   Design por epiakstudio.com