Receba nossas atualizações por e-mail:

(+) VENDAS (–) DESPESAS (+) ESG = VALORIZAÇÃO DO NEGÓCIO

Por Maurício Salkini.




Existem alternativas para valorizar seu negócio além do binômio mais vendas menos despesas: pratique a sustentabilidade no sentido amplo de sustentável. São compromissos

resumidos em ESG que iluminaremos por aqui. São as questões Ambientais, Sociais e de

Governança - em inglês conhecida como Environmental, Social and Governance (ESG).


Os investidores já descobriram que empresas com sustentabilidade social, ambiental e na governança se destacam nos resultados e principalmente, na perenidade, ou seja, valem mais.


" A atenção para os temas relacionados ao meio ambiente e aos direitos humanos tem crescido de forma exponencial, conduzindo assim para uma mudança radical no mercado de investimento "¹

O sistema de franchising também é impactado por essa lógica e quanto maior o entendimento do franqueado sobre esses impactos mais naturalmente acompanhará essa

tendência batizada de ESG. Na prática significa pensar e melhorar seus impactos ambientais

como desperdício de alimentos5, diminuição do lixo produzido, trocar plástico por materiais reciclados e fazer coleta seletivo, são exemplos.


Rei do Mate fez essa escolha quando substituiu o copo de plástico pelo de papel, produzido com madeiras de florestas sustentáveis, evitando que a natureza receba milhões de copos vendidos na nossa rede. Golaço premiado na ABF² (Associação Brasileira de Franchising).


"Está muito claro que a responsabilidade social é um assunto em pauta na comunidade de investidores e que, independentemente dos requisitos legais, você terá que tomar medidas dentro da sua empresa. Como muitos investidores estão incorporando indicadores ESG no processo de investimento, integrar elementos de sustentabilidade em sua estratégia pode definitivamente ter impacto sobre sua receita "¹

“...a rede de franquias Rei do Mate despejava, por mês, mais de um milhão de copos plásticos no meio ambiente... a empresa notou o tamanho do impacto causado e decidiu substituir o copo plástico pelo de papel, produzido com madeiras de florestas sustentáveis”².

No social existe a possibilidade de treinarmos nossos vendedores em espaços culturais,

ofertando a eles a descoberta de centros culturais com estrutura maravilhosa e contato com a arte. Viabilidade? Economizarás aluguel de sala de treinamento, data show e

microfone. Utopia? Que nada. Acontece no Rio de Janeiro e foi vencedor do prêmio na ABRHRJ com o nome Treinamento Cult - Responsabilidade Social, Qualificação Profissional e Experiência Cultural³.


A vitória foi coordenada por esse articulista e alcançada na Associação Brasileira de

Recursos Humanos do Rio de Janeiro, em 2019, comprovando o uso desta metodologia desde de 2010. São vários os números que comprovam a sustentabilidade/resultados do

Treinamento Cult sendo a assiduidade e o turnover dois indicadores entre outros. No "TC"

educamos os colaboradores para as atividades operacionais e para o exercício da cidadania

pelo contato com a arte/cultura4.


" ...é fundamental criar mecanismos que promovam a sustentabilidade, como a diminuição de resíduos, o desenvolvimento de produtos verdes e a contratação de idosos, aprendizes e deficientes. Também é importante educar consumidores e funcionários"5

O "G" de Governança vem acompanhado do exercício de transparência entre franqueadora, franqueados e funcionários. Gestão colaborativa e transparente com números

a mesa. Não há Governança com G maiúsculo se a taxa de marketing é decidida

monocraticamente pelo franqueador. No marketing existem os “5Ps” e na gestão do

franchising os três “Fs”. Os “5Ps” mais os “3Fs” formam a tabela periódica de sucesso.

Atitudes falam mais que palavras, por isso proponho que observe atitude cumprimento da legislação trabalhista e/ou ao sistema de tributos. Quem frauda o fisco não pode reclamar da fraude do colaborador e nessa informalidade diminui o valor da empresa.


Quem prejudica o trabalhador subtraindo direitos trabalhista será, mais cedo ou mais tarde,

penalizado por passivos trabalhistas.


Acredito que por 24h cuide de aumentar vendas e diminuir despesas, essencialmente é

o que o franqueado faz. Existem muitas alternativas, todas elas consequência da preocupação de valorizar a empresa também no médio e no longo prazo. Se cuide, preserve a sua saúde e da sua empresa.



Mauricio Salkini é administrador e Empresário com experiência no Bobs, Kopenhagen e Rei do Mate (nesta franquia conselheiro), Pedagogo Social, pesquisador (Pedagogia do Primeiro Emprego) membro do Grupo de Pesquisa – PIPAS/UFF. Vencedor do prêmio Ser Humano ABRH-RJ 2019, Educador integrante do Conselho Municipal de Educação de Niterói e Iniciante na arte dos versos e das rimas. Muito flamenguista e pai (Artur e Skill). Produção de conteúdo no Instagram: @mauriciosalkini e no Podcast Trilogia saudável. Artigos na Revista da Pedagogia Social UFF, no portal Central das Franquias e na Revista N.


Referências:

¹ ESG entenda: https://bit.ly/3mVSjuK

² Rei do Mate - troca dos copos - rede ganhou o prêmio ABF - AFRAS Destaque

Responsabilidade Social: https://bit.ly/2Qwyez7

³ Treinamento Cult - Qualificação Profissional, Experiência Cultural e Responsabilidade Social:

https://bit.ly/3jWv01w

4 Treinamento Cult em 2014: https://bit.ly/3sqlCqt

5 Combate ao desperdício de alimentos: https://bit.ly/3srci5D

6 5Ps do marketing = produto, preço, praça, promoção e pessoas.

7 3Fs do sistema de franchising = franqueador, franqueados e funcionários

18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo